O projeto Amores Sonoros completa um ano celebrando a cena musical preta do mundo

O projeto Amores Sonoros completa um ano celebrando a cena musical preta do mundo
Ana GB e Gustavo Alves por Micael Santos

A Bahia, que é definitivamente o coração do mundo do entretenimento está em festa. Este mês de maio, o portal Amores Sonoros que tem como foco celebrar e jogar mais luz na música preta, sobretudo, na cena musical independente, está comemorando um ano de existência.

A proposta da marca – criada pelos incríveis empreendedores culturas Ana GB e Gustavo Alves – além de trazer representatividade para seu público, é de ser um facilitador no acesso a esse tipo de conteúdo. Além disso, ter a possibilidade de criar um espaço de oportunidades onde esses artistas pretos possam ser vistos. Atualmente pesquisam sobre o cenário em que estão inseridos com o intuito de achar soluções que minimizem a desigualdade e os impactos do racismo.

Durante esse um ano de atividade, foram mais de duzentos e cinquenta postagens no Instagram, mais de cinco mil tweets no Twitter, e uma conexão direta com cento e cinquenta e seis artistas independentes pelo Mapeamento de Artistas Pretos, realizado pelo portal através de um formulário online.

“O que começou como forma de distração tomou uma proporção maior, vendo o potencial da página e como a proposta poderia ir além de algo temporário, o Amores Sonoros se transforma num portal que produz conteúdo, cria comunidade, oportunidades, entre outras ações.”, diz a co-fundadora Ana GB. 

“Gosto de pensar que toda música, indiferente do tema que ela traz em sua letra, contém amor. O amor que aquele artista tem pela sua arte e o expressa em forma musicada. Como Chico César já disse, ‘O Amor É um Ato Revolucionário’, então que possamos revolucionar nossa comunidade também através de amores sonoros”, diz o Gustavo Alves, co-fundador.

Os planos para 2021, além de muito conteúdo de qualidade, como sempre, terão novas parcerias, colabs com outros canais que falam sobre música,  lançamento do site marcado para dia 18 de maio e financiamento coletivo para conseguir estruturar melhor o projeto. O Amores foi dividido em três fases, nesta primeira é trabalhada a produção de conteúdo, estão sendo realizados testes, pesquisas e ouvindo feedbacks para melhorar a entrega. Até o final do ano desejam dar início a segunda fase, onde serão disponibilizados alguns serviços como consultoria, mentoria, workshops, entre outros.

Sobre o projeto 

O mesmo surgiu em pleno isolamento social de uma pandemia, numa sexta-feira à noite, exatamente no dia 15 de maio de 2020, na cidade de Salvador. Gustavo Alves montou um grupo em um aplicativo de mensagem e jogou a ideia para duas amigas, Ana GB e Ariane Santiago (que saiu do Amores e segue em um projeto pessoal), Ana que já fazia um projeto parecido abraçou a ideia. Inicialmente a proposta era criar um perfil nas redes sociais com trechos de love songs, daí o nome “Amores”. Assim como hoje, eles queriam falar de músicas independente do ritmo musical, sendo atemporal, do cenário nacional e internacional e sempre com esse recorte racial. O projeto hoje encontra-se em sua primeira fase, a produção de conteúdo. Para saber mais, leia a matéria completa aqui 😉

Sobre os fundadores

Ana GB por Micael Santos

Ana GB, relações-públicas e produtora “universal” porque ela mete a mão na massa em qualquer projeto, trabalha ativamente no mercado cultural de Salvador desde 2016. Co-fundadora do Amores Sonoros, portal brasileiro focado na cena musical preta. Criou o Workshop de primeiros passos para planejar sua carreira na música com mais de 100 inscritos em duas edições. Co-criou a Jornada da Cena Independente, iniciativa voltada para artistas da área musical e atualmente está como Artist Manager e Assessora de Yan Cloud e Rachel Reis.

Gustavo Alves por Micael Santos

Gustavo Alves, administrador , atuante no mercado a quase 10 anos, com experiência internacional e entusiasta na área de Planejamento Estratégico e Marketing, com foco em artistas. Apaixonado por pagode e black music desde sempre, amante da cultura preta, foi integrante de um grupo de pagode local, na cidade de Salvador/BA. Atualmente atua como marketing manager do artista DICERQUEIRA, é fundador do Amores Sonoros, portal brasileiro focado na cena musical preta e um dos fazedores no coletivo criativo Pul.SSA, que busca movimentar a Economia Criativa da cidade de Salvador/BA.

Muito feliz em conhecer este projeto tão potente, sobretudo, os donos dos corações apaixonados que dão vida a ele. Parabéns por esse primeiro ano de muitos Ana e Gustavo. Tenho certeza de que nós, que somos feitos de música vamos celebrar muito juntos! Ah! Sigam Amores Sonoros aqui 😉

Cristiano De Jesus

Eu, comunicador e sonhador, filho da Dona Rosa e do Sr. João que, enquanto admira às belezas da vida, ouve boas histórias e muitas músicas para criar sua própria trilha sonora.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: