Peter Lake desperta com “Come Over Here”

Peter Lake desperta com “Come Over Here”

O cantor e compositor residente em Nova York, Peter Lake, que se diverte com o anonimato, acaba de lançar seu novo single “Come Over Here” nas plataformas de streaming. O artista tem como influências musicais: Curtis Mayfield, Motown, Billie Eilish e Rüfüs Du Sol. Portanto, não é nenhuma surpresa que ele não tenha se prendido a um único gênero, e fazendo um som com influências de rock, pop, indie e house.

A filosofia de fazer música de < em>Lake é de que combinando diferentes gêneros musicais, a gama de inspiração e criação para suas músicas aumentam bastante, e assim, resulta em uma melodia que têm o potencial de ser universalmente mais atraente e bem sucedida em todo o mundo.

“Escrevi essa música durante um período em que sentia que as coisas estavam no “piloto automático”. As coisas simplesmente aconteciam, eu não estava pensando, era tudo repetitivo”. Era como se estivesse sonambulando durante o dia. Acho que todos nós já passamos por isso: as pessoas dizem coisas como “esteja presente, viva o momento, aprecie a vida”, mas pode ser difícil. Há muitas coisas, obstáculos na vida que vão te anestesiando, desestimulando e tudo bem, mas se você não tomar cuidado, essas coisas podem assumir o controle e você começará a passar os dias como se estivesse dormindo, sem perceber” diz Peter.

O artista conta que “estava em um terraço na cidade de Nova York anotando tudo isso e, literalmente, o vento soprou meus papéis para longe e eu persegui as letras! Foi muito divertido! Quando me sentei novamente, comecei a escrever notas sobre como o único equalizador entre todas as pessoas – independente de onde você é ou quem você é – é o tempo. O tempo é algo universalmente valioso”. E foi neste exato momento que Peter percebeu que estava tratando o tempo como se fosse uma mercadoria sem valor.

“Quando eu escrevi “Come Over Here”, na verdade pretendia ser um chamado para acordar! É como um chamado para mim mesmo, um “Acorda, Peter!” pare de sonambulismo. O tempo é raro, então não o desperdice, abra os olhos!” reforça o artista.

Mas a música também fala sobre partilha, sobre amizade, amor, sobre tentar abrir os olhos das pessoas que você ama, das pessoas que estão “dormindo” por aí, vivendo no piloto automático, sem buscar seu verdadeiro propósito, sem viver suas vidas plenamente. É um chamado para fugir da multidão de sonâmbulos conformistas. “Come Over Here” é um apelo à ação. Mais uma música incrível que descobri através da plataforma Groover. Assista abaixo o videoclipe 😉

Cristiano De Jesus

Eu, comunicador e sonhador, filho da Dona Rosa e do Sr. João que, enquanto admira às belezas da vida, ouve boas histórias e muitas músicas para criar sua própria trilha sonora.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: