O encanto da poesia musicada do duo Canto Perene

O encanto da poesia musicada do duo Canto Perene
Laira e Vinícius por Victor Vieira

Olá, estou de volta com mais uma entrevista linda. E, para iniciar o ano de 2021, trouxe dois artistas incríveis: Laira Góes e o Vinícius Souza, eles que dão vida: letra, poesia e música ao duo Canto Perene. A união dos talentos de uma professora de música soteropolitana aos de um músico radicado na profissão de gráfico, brindam o público com a poesia, que apoia todo o trabalho, e a abstração que deixa a porta aberta para significar e ressignificar mensagens acolhidas por suas melodias. Sem mais, fique com a entrevista abaixo.

Feitos De Música > Quando o duo Canto Perene nasceu para vocês e que mensagem vocês desejam passar através deste projeto musical?

Canto Perene > O Duo mesmo nasceu em fevereiro de 2020 com a chegada da Laira, mas antes disso o Canto Perene já foi uma banda e depois seguiu apenas com Vinícius.

Não temos exatamente a pretensão de entregarmos uma mensagem pronta, como se tivéssemos as respostas sobre as questões da vida, nosso objetivo é oferecer companhia ao ouvinte para refletir sobre essas questões a partir de sua própria vivência. Daí vem o Perene, a música pode até ser esquecida mas o resultado da reflexão fica.

Feitos De Música > Influências (de pessoas / artistas e estilos no trabalho de vocês)
Canto Perene > Os primeiros artistas que vem na nossa cabeça são Bituca, Lenine, Djavan, Caetano, Gil e ultimamente Castello Branco tem sido muito presente nas nossas conversas, acho que é um artista que podemos indicar quando perguntarem: Canto Perene parece com quem?

A literatura também tem uma forte influência por aqui, Manoel de Barros é nosso principal influenciador literário. è claro que não podemos deixar de citar os papos filosóficos com o amigo Pedro Tristão (que inclusive é co-autor do nosso próximo single) e o professor de música Paulo Henrique Brito que apresentou Laira a música quando ela ainda era criança.

Feitos De Música > Vocês têm conseguido se desconectar, respirar e fazer coisas que não faziam há tempos? Estão tendo a oportunidade de aprender ou produzir algo novo neste período de distanciamento social?

Canto Perene >
Essa coisa mais reflexiva já faz parte de nossa personalidade, então desconectar para respirar meio que já é um hábito nosso. O novo foi conseguir tempo de sobra para os papos intermináveis que resultam em músicas, compomos algumas músicas, uma delas já lançada em julho de 2020, outra está prestes a sair e algumas na fila. Nessa folga forçada, Laira conseguiu aproveitar e fazer um curso de edição musical impressa pela UFBA.

Feitos De Música > De que forma foi construída a identidade sonora do duo Canto Perene?

Canto Perene > O ponto principal foi aproveitar a liberdade que a música autoral nos oferece de tocar algo que a gente realmente goste. A partir daí, muito de nossa personalidade vai sendo expressada através dos sons, os elementos antes de virarem sons, são imagens e sensações na nossa cabeça.

Feitos De Música > Como se dá o processo criativo de vocês?

Canto Perene >
A gente se orgulha de não ter um formato de criação, às vezes vem um trechinho de harmonia e a gente fica ouvindo por um tempo até entender o que ela quer nos dizer, é quase como olhar para as nuvens e procurar desenhos. Daí em diante são conversas e mais conversas e quando nos damos conta, tá pronta. Na escrita uma das preocupações principais é o respeito à palavra, não apenas a seu significado, mas a seu som, sua tônica e o ritmo que cada palavra traz consigo. 

Feitos De Música > Com a pausa na indústria de entretenimento por conta da pandemia, vocês e demais artistas tiveram que atuar mais ativamente através dos palcos virtuais. Como esta sendo esta experiência para vocês? 

Canto Perene > Fizemos nossas primeiras lives no princípio da quarentena e nos impressionamos em como é possível se conectar com as pessoas mesmo a distância, foram experiências que farão parte de nossa história, porém há um mundo de distrações e preocupações que dividem espaço com a música, nós precisamos sentir o que tocamos para que isso seja transmitido a quem nos ouve e aí a preocupação com a conexão, enquadramento e adjacências nos tira um pouco disso.

Feitos De Música > Quais os planos do duo Canto Perene para este ano de 2021?

Canto Perene > Temos um single que será lançado em abril e alguns outros lançamentos sendo planejados com interação com outros formatos de arte.

Feitos De Música > Que artista vocês têm vontade de fazer colaboração e por quê? 

Canto Perene > Nós somos apaixonados pela voz e a forma delicada, sensível e poética da escrita do Tuca Oliveira, seria lindo partilhar algo com ele. 

Feitos De Música > Se vocês fossem convidados para fazer um show cover em homenagem a um artista do qual são fãs. Que artista seria este e a partir de que música seria montado o show? 

Canto Perene > Com toda certeza seria em homenagem ao “5 a Seco” e a música que serviria de base criativa, seria “Interior”.

Por Victor Vieira

Feitos De Música > Se Laira fosse uma música, esta seria:

Liberdade – Marcelo Camelo

O Marcelo começa a música com a seguinte frase: “ Perceber aquilo que se tem de bom no viver é um dom”. Acho que essa música consegue expressar o meu olhar atento e disposto a encontrar a beleza nas pequenas coisas da vida e de como prezo pela liberdade de ser quem sou.

Feitos De Música > Se Vinicius fosse uma música, esta seria:

Assuma – Castello Branco

“Quando o nosso ser insiste, não há ninguém que possa mais. Não procure mais irmão, Deus está no ato de assumir a si.”
No processo terapêutico percebi um abismo entre quem me esforço pra ser e quem realmente sou, assumir a si não cabe apenas em questões mais profundas, pode ser sobre o gosto musical, o modo de se vestir, de se expressar ou de viver.

Feitos De Música > O que significa ser Feito De Música para vocês?

Canto Perene > É quando a música está no pacote de coisas essenciais na vida, é deixar que uma trilha sonora mude seu olhar pra si, pros outros e para todas as coisas ao redor.

Feitos De Música > Te apresento (indicar três artistas que vocês curtem e que vamos curtir conhecer):

Canto Perene > Tiganá Santana, Zé Ibarra e Yan Paiva.

Ah! Deixo aqui o lyric video do single “Re-Pousar” que amo e acredito que vai te abraçar forte também.

Chegamos ao fim deste primeiro bate papo de 2021 com este duo incrível que é o Canto Perene. Espero que você tenha curtido tanto quanto eu. Para saber mais sobre o trabalho deles, basta seguir o IG deles no Instagram e clicar aqui para seguir o som deles nas plataformas de streaming.

Abração e até breve,

Cristiano De Jesus

Cristiano De Jesus

Eu, comunicador e sonhador, filho da Dona Rosa e do Sr. João que, enquanto admira às belezas da vida, ouve boas histórias e muitas músicas para criar sua própria trilha sonora.

Um comentário em “O encanto da poesia musicada do duo Canto Perene

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: