Arte e experiência ajudam a Prudential a se conectar ainda mais com as pessoas

Arte e experiência ajudam a Prudential a se conectar ainda mais com as pessoas

Empresa busca reforçar sua presença no mercado e, assim, proporcionar através de experiências únicas o momento “Uau” para todas as pessoas que tiverem contato com a marca. 

Olá!

Conversei com a Fernanda Riezemberg, que é Gerente de Marketing Institucional da Prudential do Brasil , seguradora com mais de 20 anos de mercado, e que está através da arte se conectando cada vez mais com as pessoas ao proporcionar experiências incriveis.

Em primeiro lugar gostaria de saber qual a sua relação com a música, o que a música significa para você?

A música é uma arte que conecta pessoas, traz relaxamento, estimula a criatividade e a reflexão, além de impulsionar nossos sentimentos, como a alegria, felicidade e até a saudade.

A música marca momentos importantes de nossas vidas e ajuda a escrever nossa história, por isso, está totalmente alinha com o nosso negócio, que é proteger vidas e oferecer tranquilidade financeira para pessoas!

Você está à frente do marketing de uma empresa de seguros de vida, que é a Prudential do Brasil. Eu gostaria de saber quais são os três maiores desafios hoje neste mercado?

O primeiro desafio é tornar o seguro de vida mais conhecido no Brasil, um tema o qual as pessoas ainda não costumam falar. Por isso, desenvolvemos estratégias de marketing que desmistifiquem, esclareçam e tornem o conhecimento sobre o assunto mais presente no cotidiano das pessoas, destacando a sua importância no planejamento financeiro e familiar.

Outro ponto é mostrar que seguro de vida pode ser, sim, um assunto leve a ser conversado, já que, culturalmente, as pessoas ainda tendem a associar que o produto é usado apenas no momento da morte. Por isso, é fundamental desenvolver ações estratégicas que mostrem todos os benefícios que um seguro de vida pode trazer para as pessoas em vida! Nesse caminho, a ideia é despertar o público para a relevância do produto, reforçando a cultura de proteção para si mesmo e a família. Isso pode ser feito, por exemplo, criando conteúdos os quais as pessoas se identifiquem, como vídeos de histórias reais onde o seguro foi um apoio fundamental, minimizando os impactos emocionais no momento de uma adversidade.

Como surgiu a ideia do projeto Prudential Concerts e qual a finalidade real deste projeto?

O Prudential Concerts nasceu em 2015, a partir da vontade de desenvolver um projeto que pudesse representar um tributo à riqueza e à criatividade da música popular brasileira, fortalecendo a pluralidade dos estilos musicais, ao misturar a música clássica com outros gêneros, e ainda reforçar a marca da companhia.

O projeto também tem um lado social muito interessante, já que promove oficinas musicais gratuitas voltadas para crianças e adolescentes de instituições sem fins lucrativos ligadas à música e já conta com mais de 300 beneficiados.

Por tudo isso, estamos orgulhosos em realizar, pelo terceiro ano consecutivo, o Prudential Concerts – que este ano traz o tema rock, fazendo uma conexão direta com Rock in Rio 2019, o qual iremos participar como seguradora oficial, protegendo mais de 700 mil vidas.

Estamos na terceira edição deste evento incrível que é o Prudential Concerts. Na primeira edição, tivemos a diversidade da música brasileira reverenciada com o tema “Acordes Brasileiros”. Na segunda edição tivemos a nossa internacional “Bossa Nova” e nesta edição, o “Rock” é a estrela que está abrilhantando os shows junto ao querido maestro Carlos Prazeres. Como é feita a escolha dos temas para cada edição?

Não existe um direcionamento fixo para a escolha dos temas. Em nossa primeira edição, por exemplo, quisemos ressaltar a importância da música brasileira na cultura do Brasil.

Já no ano seguinte, o intuito foi homenagear tanto os 60 anos da Bossa Nova como os 20 anos da Prudential no Brasil. Agora em 2019, a escolha do Rock está ligada a um novo momento para a companhia, no qual visamos reforçar ainda mais a nossa marca para o público.  A nossa marca é o Rochedo de Gibraltar, que representa força, solidez e tradição, assim como o “Rock”, que em inglês significa “rocha”.

A escolha do casting é um dos fatores determinantes para o sucesso de uma ação de marketing de experiência como esta. Ter o Frejat como headliner de todos os shows desta edição tem a ver com isso?

O cantor Frejat, assim como todos os outros artistas que passaram pelas edições anteriores do Prudential Concerts, tem sua marca sólida na história da música brasileira. Em mais de 30 anos de carreira, lançou 31 álbuns, sendo a maioria como vocalista de uma das bandas mais importantes do país, o Barão Vermelho – um artista completo.

Na carreira solo, mantém sua trajetória de sucesso, repleta de prêmios e músicas que marcam gerações, sempre desenvolvendo um trabalho de muita seriedade e respeito pelo público e pelo meio cultural.

Por isso, poder contar com o apoio e participação de cantores com esse perfil em nossos projetos, como Prudential Concerts, é motivo de muito orgulho para a companhia.

Acredito que não seja fácil medir o retorno de um investimento de marketing de influência. Quais são as métricas que você acha que melhor demonstram o retorno deste investimento? Do engajamento do público com a marca – “Prudential do Brasil”.

No caso do Prudential Concerts, um dos melhores feedbacks de investimento que estamos observando é em relação ao alcance de público que a iniciativa tem registrado e o quanto as pessoas estão envolvidas positivamente com o projeto e com a marca, contribuindo ainda mais para o reforço da boa imagem da companhia e awareness.  Temos recordes de público em diversas apresentações e isso é muito positivo!

*Para você saber mais sobre as apresentações do Prudential Concerts, acesse a página do projeto no Facebook  😉

Bem, chegamos ao fim de mais um bate papo maravilhoso, e quero aradecer a Fernanda por nos mostrar que a Prudential do Brasil, nos oferta em seu cartão de visitas não só segurança, mas projetos incriveis como este que não beneficia apenas quem vai assistir aos shows, mas também crianças e adolescentes de projetos sem fins lucrativos ligados à música. Pois música importa. Que continue sempre assim. Let’s Rock!

Cristiano De Jesus

Eu, comunicador e sonhador, filho da Dona Rosa e do Sr. João que, enquanto admira às belezas da vida, ouve boas histórias e muitas músicas para criar sua própria trilha sonora.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: