Val Coutinho – a voz que leva nossa MPB por toda Europa

Val Coutinho – a voz que leva nossa MPB por toda Europa

Minha voz:

É composta de diversos ritmos que tocam a minha alma. Em especial: Samba, Bossa Nova, Jazz, Pop. Mas a minha essência musical está dentro da minha casa onde tudo começou. Meus pais escutavam música sempre. A minha infância junto com meus irmãos sempre foi coberta de música graças a meus pais.

Referências, Artistas, Estilos:

Beatles, Whitney Houston, Elis Regina (Diva), Billie Holiday, Gilberto Gil são alguns dos artistas que eu sou fã e que são referências para mim. Eu gosto muito de Jazz. Para mim Jazz é um gênero musical que me leva a um mundo cheio de notas, um mundo mágico. Me ensina tanto, me ensina a escutar, a sentir as notas e é muito ligado à Bossa Nova que é um estilo musical do meu Brasil, e que eu amo cantar.

 

Como faz para conciliar família e carreira?

Não é fácil, mas graças a Deus meu marido que é Engenheiro Civil trabalha por conta própria, tem seu escritório em casa, e uma boa flexibilidade quanto a horários. Então a gente se organiza de acordo com a minha agenda de shows. Isso é uma bênção, pois minha mãe mora no Brasil e minha sogra na Suécia, e nós que somos dois estrangeiros vivendo aqui na Itália, não temos ninguém para ajudar. Meu marido é norueguês, eu brasileiríssima e nosso pequeno fruto, a mistura linda desse amor, é italiano. Às vezes saio um pouco cansada para ir trabalhar, mas é só subir no palco, entoar as primeiras notas que me sinto tão viva, que tudo passa. Que tudo vale a pena.

Fazendo música:

Bem nesse momento, a temporada está começando aqui na Europa. Com a proximidade do verão começam a surgir concertos toda semana. De maio até o mês de setembro tem sempre eventos.

Sou contratada de um restaurante italiano em Monte Carlo, e também fazemos shows em Cassinos, hotéis cinco estrelas aqui em San Remo, e também para outros locais que fazem só musicas na França. Aqui onde eu moro na Itália, é muito complicado ter locais que só fazem música. Normalmente os eventos acontecem em restaurantes. Embora a gente tenha uma receptividade bem calorosa, eu prefiro muito mais cantar em locais dedicados especialmente à música, para sentir a energia das pessoas, que vão ali pelo artista. Onde a música é protagonista.

Viver de música:

Não é fácil aqui na Europa. Conheço poucos os músicos que vivem 100% de música. Eu gosto de música, e trabalho exclusivamente porque eu tenho uma condição de família que me permite. Meu marido trabalha, tem uma condição sólida e assim eu posso fazer o que eu gosto trazendo uma grana para casa. Mas sem ter o compromisso de pagar as contas no final do mês. Então não dá para viver só de música Cristiano, sem ter uma outra atividade que ajude a somar, aumentar a renda. Só se você for um mega músico como o “Chick” Corea ou outros do Jazz que são bem famosos e vivem só disso, que já tocaram com grandes nomes do Jazz, estes sim vivem bem, vivem só de música.

Feita De Música:

Eu gosto muito de cantar em festivais, amo. Isso é uma coisa legal para o artista, para a gente que é feita de música, que respira música. Você subir no palco, mostrar seu trabalho, e as pessoas te escutarem, curtirem. Graças a Deus, mesmo nos restaurantes, nos bares eu consigo ter um retorno legal das pessoas, uma energia boa. A música brasileira leva muito isso, quando você abre a boca e canta música brasileira as pessoas se encantam, ela faz, tem uma magia que nem ela mesma sabe.  Mas infelizmente nem sempre é valorizada no próprio país, e a prova esta aí, uma crescente de letras que não acrescentam nada. Mas sigamos na esperança de que as letras bem feitas, escritas ainda possam tocar por muito tempo os nossos corações.

 

Recepção da MPB na Europa

É a pergunta mais gostosa que poderia ter feito. É maravilhosa. O Brasil visto aqui na Europa pela música é perfeito. Quando eu vou a um show, a um concerto de Jazz de outros músicos, e os caras estão lá quebrando o pau, estão arrasando nos instrumentais, tocando as músicas consideradas Standards – àquelas que são as canções conhecidíssimas em todo o mundo do Jazz – e de repente, eles começam a tocar as primeiras notas de Garota de Ipanema, de Wave ou uma canção de Gilberto Gil, eles mudam a postura deles. Todos eles começam a sorrir instantaneamente uns para os outros, começam a se mexer, a dançar no palco, tem aquelas trocas de olhares fraternos, aqueles solos doces, maravilhosos encima das notas de Tom JobimVinicius de MoraesIvan Lins, dentre outros. A recepção da música brasileira aqui é perfeita. Não tem nenhum lugar que eu vá cantar que as pessoas não saem de lá transformadas.

Eu me sinto lisonjeada. No final dos meus shows as pessoas vêm falar comigo, agradecem emocionadas, pedem autógrafos, me dão presentes – uma delas, uma espanhola, num show lá na França, me deu um leque maravilhoso, lindo com desenhos de borboletas e me disse que a minha música era isso para ela, borboletas voando. As pessoas que conhecem, vibram, cantam comigo, vivem a magia da música brasileira. E percebo que aqui, esta magia da MPB é contínua, está sempre em alta. Então é isso, a música brasileira está no coração do povo europeu.

Espero que vocês tenham gostado desta entrevista e no Spotify vocês podem conhecer e ouvir a belíssima voz de Val Coutinho no álbum Já Pode Acabar do Um A Zero Trio , feito por ela, e por estes outros dois músicos maravilhosos Riccardo Anfosso e Enzo Cioffi. E também acompanhar o trabalho deles através da FanPage Um A Zero Trio do Facebook.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Cristiano De Jesus

Eu, comunicador e sonhador, filho da Dona Rosa e do Sr. João que, enquanto admira às belezas da vida, ouve boas histórias e muitas músicas para criar sua própria trilha sonora.

4 comentários sobre “Val Coutinho – a voz que leva nossa MPB por toda Europa

  1. Orgulho de ver uma amiga,dando show na Europa e sendo reconhecida por seu talento,uma vez que aqui no Brasil,são poucos os ainda fazem a Boa música ,a MPB de verdade,infelizmente aqui no Brasil de hj se não for vulgar e medíocre,não se ganha destaque ,salvo algumas exceções a música brasileira está um lixo.
    Siga em frente e seja vc mesma onde quer que vc esteja,parabéns!!

    1. Felicidades para vc , vá em frente sempre, vc tem um talento lindo , Deus abençoe vc e sua família linda , Brasil ou não, seu talento e seu . Bjs

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: